» Notícias e Dicas

Quanto mais tempo uma pessoa permanece acima do peso, maior o risco da obesidade se tornar irreversível

Notícias e Dicas (28/10/12)  

Obesidade pode chegar a um ponto onde não há mais retorno, afirma pesquisa



Quanto mais tempo uma pessoa permanece acima do peso, maior o risco da obesidade se tornar "irreversível", de acordo com pesquisadores da Universidade de Michigan e do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (COINCET) da Argentina.

Segundo a pesquisa, a obesidade em ratos substituiu o peso "normal" do corpo fazendo com que os camundongos passassem a ter um peso "normal" maior do que antes, independentemente das dietas a que eles tenham sido submetidos posteriormente.

Malcolm J. Baixa, professor da Michigan University, afirma que "este modelo mostra que a obesidade é, em parte, uma desordem que se auto-perpetua e os resultados enfatizam a importância da intervenção precoce na infância para tentar prevenir a doença cujos efeitos podem durar uma vida. Nosso novo modelo animal será usado na identificação das razões pelas quais a maioria dos adultos acha extremamente difícil manter a perda de peso resultante de dietas e exercícios. "



Uma das ferramentas mais úteis envolvidas no estudo foi o novo modelo de rato programado para "obesidade". Este modelo permitiu monitorar os animais em diferentes fases do estudo e em idades diferentes simplesmente ligando um interruptor que controla o apetite.

Os cientistas ativam o interruptor logo após o desmame. Os ratos que conseguiram manter um peso normal até a idade adulta, apenas por meio de dieta, foram capazes de manter este peso, mesmo com o fim da dieta. Por outro lado, as cobaias que foram alimentadas demais e tiveram obesidade precoce, nunca mais conseguiram retornar ao peso original, mesmo parando de comer ou fazendo exercícios.

De acordo com os pesquisadores, o estudo coloca em xeque os resultados de regimes longos com corte de ingestão de calorias ou a realização de exercícios rigorosos.

"Em algum lugar ao longo do caminho, se a obesidade é autorizada a continuar, o corpo parece ligar um interruptor que o reprograma para um peso mais forte. Os mecanismos exatos que causam essa mudança ainda são desconhecidos e requerem muito estudo," completa Baixa.

Hoje, mais de 500 milhões de adultos e 43 milhões de crianças abaixo de 5 anos de idade são obesos e as doenças relacionadas à obesidade estão no topo da lista de causas evitáveis de morte. Indivíduos obesos têm uma chance muito maior de desenvolver hipertensão, diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares, por exemplo..

Fonte: Isaude.net


ar2
Webmail Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google RSS Feeds
                    © 2013, Dra. Caroline Lira Nobrega