» Notícias e Dicas

Chá verde reduz incidência de cânceres do aparelho digestivo em mulheres

Notícias e Dicas (05/11/12)  
Pesquisa sugere que polifenois presentes na bebida têm propriedades antioxidantes e podem inibir a doença

Mulheres que consomem chá verde têm menos risco de desenvolver alguns tipos de câncer do aparelho digestivo, especialmente cânceres do estômago / esôfago e colorretal, de acordo com um estudo conduzido por pesquisadores da Vanderbuilt University.



Pesquisa sugere que polifenois do chá têm propriedades antioxidantes e podem inibir a doença.

Para determinar o impacto do chá verde sobre o risco de câncer, os pesquisadores entrevistaram mulheres inscritas no estudo Shanghai Women&039;s Health, que avaliou cerca de 75 mil mulheres chinesas de meia-idade e mais velhas.

Durante a entrevista inicial, as mulheres responderam se consumiam chá, o tipo de chá, e o quanto eles bebiam. A maioria das mulheres chinesas relatou beber chá verde, principalmente.

Os investigadores verificaram que o consumo regular de chá verde, pelo menos, três vezes por semana durante mais de seis meses, foi associado a um risco 17% menor de todos os tipos de cânceres digestivos combinados.

Especificamente, aqueles que consumiram cerca de duas a três xícaras por dia (pelo menos 150 gramas de chá por mês) tiveram um risco 21% menor de câncer do sistema digestivo.

Segundo os pesquisadores, a redução maior foi para os cânceres de estômago, esôfago e colorretal.

"Para todos os tipos de câncer do aparelho digestivo combinados, o risco foi reduzido em 27% entre as mulheres que tinham bebido chá regularmente por pelo menos 20 anos. Para o câncer colorretal, o risco foi reduzido em 29%. Estes resultados sugerem que a exposição cumulativa pode ser particularmente importante em longo prazo", afirma a líder da pesquisa Sarah Nechuta.

O chá contém polifenois ou produtos químicos naturais que incluem catequinas como EGCG e ECG. Catequinas têm propriedades antioxidantes e podem inibir o câncer, reduzindo os danos do DNA e bloqueando o crescimento de células tumorais.

A pesquisa foi publicada no American Journal of Clinical Nutrition.

Fonte: isaude.net


ar2
Webmail Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google RSS Feeds
                    © 2013, Dra. Caroline Lira Nobrega