» Notícias e Dicas

Consumo elevado de refrigerantes torna crianças mais agressivas

Notícias e Dicas (19/08/13)  
Meninos e meninas de até cinco anos que consomem bebidas açucaradas são mais distraídos, propensos a brigar e a atacar os outros

Bebidas gaseificadas tornam as crianças de até cinco anos mais violentas e distraídas, de acordo com pesquisa realizada na Columbia University, nos EUA.

Os resultados mostraram que meninos e meninas que bebem quatro refrigerantes por dia têm duas vezes mais probabilidade de entrar em brigas, destruir os bens dos outros e atacar fisicamente as pessoas, em comparação com aqueles que consomem outras bebidas.

As bebidas com excesso de açúcar foram relacionadas a mau humor e dificuldade de concentração. As meninas se saíram tão mal quanto os meninos e quanto mais bebidas consumia, pior o comportamento.

Embora os potenciais perigos das bebidas mais populares têm sido muito pesquisados, este estudo é um dos primeiros a olhar para as crianças.
Os pesquisadores disseram que limitar o número de refrigerantes dados as criança pode melhorar o comportamento.

A equipe de pesquisa analisou mães de crianças com cinco anos de idade, para saber a frequência com que seus filhos bebiam refrigerantes.

As mulheres também preencheram um questionário sobre como a criança se comportou nos dois meses anteriores.

Quase metade dos 3 mil meninos e meninas tomaram pelo menos um refrigerante por dia. Um em cada 25 bebia quatro ou mais.

De acordo com os pesquisadores, não é possível provar que os refrigerantes tornam as crianças violentas. No entanto, eles afirmam que a redução de consumo, ou o não consumo, pode melhorar o comportamento.

Se refrigerantes são os culpados, o problema pode estar no seu teor de açúcar. A cafeína, encontrada em muitos refrigerantes, também pode afetar o comportamento das crianças.

"Este estudo contribui para o corpo de evidências que sugere que bebidas açucaradas causam danos à saúde das crianças, contribuindo para doenças dentárias, obesidade e mau comportamento", concluem os pesquisadores.


Fonte: isaude.net


ar2
Webmail Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Resultados no Bing Resultados no Google RSS Feeds
                    © 2013, Dra. Caroline Lira Nobrega